quinta-feira, 24 de março de 2011

Fênix

Logo ali,justamente onde pensavas que jazia eis que resurge com alma;
Ainda mais encantador e eterno como você queria.

Logo ali,longe da dor e do sacrifício de ser,sem ser o que quer,sendo apenas quem é;
Ainda mais iluminado e eterno como você queria.

Sem o peso nos ombros de tudo o que você deixou,sem as amarras da prisão que você criou;
Ainda mais livre e eterno como você queria.

Seguindo a passos largos,para transpor o passado e o abismo que se formou;.
Ainda mais seguro e eterno como você queria.

Olhando as coisas sem medo,sorrindo e seguindo em frente,com o futuro na mente;
Ainda mais visionário e eterno como você queria.

domingo, 20 de março de 2011

Desejo Preciso.

Desejo o calor preciso do dia
Preciso do sol que me abraça
Desejo o mormaço preciso da tarde
Preciso da água que corre.

Desejo o frio preciso da noite
Preciso de você que me aquece
Desejo o orvalho preciso da madrugada
Preciso do brilho que traz.

Desejo você tão preciso
Preciso de mim tão incerto
Desejo tudo em você
Preciso de você por perto.

Desejo a febre que esquenta
Preciso do suor que cai
Nem penso em querer outra vida 
Sem ter o calor que me atrai.

sexta-feira, 11 de março de 2011

A natureza praticamente nos obrigando a ter sentimentos

As forças mais recentes da natureza que venho acompanhando e para fazer um paralelo(absolutamente particular)sem fazer análise científica até por que não sou cientista.Os acontecimentos no Haiti e no nordeste Brasileiro nos fez ter sentimentos por essas pessoas,depois o sudeste Brasileiro causou enorme comoção até pelo numero de vítimas,depois o norte do Brasil com vítimas de cheias que novamente nos enche de sentimentos pelas vítimas.Agora o Japão,uma nação irmã e novamente a natureza exige de nós mais sentimentos.Até parece que a natureza esta obrigando o ser humano a mostrar os seus sentimentos em um mundo cada vez mais materialista.Será que seremos capazes de compreender o que a natureza esta querendo dizer?ou continuaremos céticos e achando que é assim mesmo que não precisamos ter sentimentos em relação a natureza ou a natureza humana?.Isso sem falar no sangue derramado pelo povo oprimido na África e Oriente Médio por ditadores aos quais não encontro palavras para definir.

quarta-feira, 2 de março de 2011

O que sou

Quero que me podem,me moldem
há tanto tempo esperando e nada
quero ser encontrado
mas não por machados ou motosserras.

Quero ser encontrado por você
que transforma tudo em arte
você,que vê beleza
onde ninguém imagina.

Você,artista escultor.

Sou um tronco de árvore caído
cheio de galhos secos
esquecido na floresta.
não,não virão me procurar.

Foram atrás de diamantes.

Não posso odiar nem a luz que me falta
pois assim sei,que outras árvores estão protegidas
não posso odiar nem a falta de você
pois sem você,talvez,terei melhor serventia.

Servirei de adubo para a terra
ou morada,para animais e aves de rapina.