sexta-feira, 2 de junho de 2017

O Caçador

    No interior do meu Brasil
    Surgiu um caçador diferente
    Munido de um power point
    E um desejo instigante
    De punir um brasileiro
    Que nunca foi meliante

    Usando de peripécia
    Por ser o mais intrigante
    Fez um roteiro perfeito
    Onde seu alvo primeiro
    Não teria como escapar
    nem ter onde se amparar
                               
    Usando a constituição
    Apoiando um pé de cadeira
    Acenou a grande mídia
    Que logo lhe deu guarida
    Fazendo o que ela sabe
    Que é repetir a mentira

    Mal informados e incautos
    Muitos cidadãos de bem
    Caíram numa armadilha
    Criaram falsa esperança
    De acreditar que é errando
    Que se pratica a justiça

    Com o desenrrolar dos fatos
    Agora com o reforço dos patos
    Adotou a comida mineira
    como única coisa certeira
    Queria comer queijo com doce
    E esquecer a mineirada faceira

    Desdenhando a história infalível
    Que repete acertos e erros
    Se mostrou herói imbatível
    Promulgando constituição a granel
    Para uns poucos tirava o chapéu
    Tranformando a justiça em bordel
   
 
 
 
   

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Memória

O que seria dos sabores sem ela
O que seria dos amores sem ela
O que seria dos cheiros sem ela
O que seria dos gostos sem ela

Ipreguinado lembro o sabor
Preenche todo corpo esse amor
Implícito perfume em teu corpo
Me proíbo saborear outro gosto

Uma vida feliz se reserva
Àquele que sabe contê-la
Que preserva um que de memória

Um resto acre-doce de sonho
Uma chama de não ao tormento
Dançando na chuva de vento




quarta-feira, 17 de maio de 2017

Modelo

https://docs.google.com/document/d/1obLTNdLDVLawuUO2lq2zDYNYHDwMWuQTGlfK_MXANSo/edit?usp=sharing_eil&ts=591c9ca0

quinta-feira, 2 de março de 2017

O Fim da Inveja

          "Será que nunca faremos senão confirmar a incompetência da América católica que sempre precisará de ridículos tiranos Será, será, que será?" (VELOSO, Caetano. Podres Poderes, Álbum Velô, 1984).
           
     E Trump ? Foi bom pra você também ? Senhoras e senhores temos a oitava maravilha do mundo,oitava certamente na opinião de alguns infiéis,na opinião do já citado,a primeira maravilha,com certeza.Finalmente descobriremos a América,descobriremos se a expertise em "ridículos tiranos" da América católica serve para alguma coisa,afinal "nada se cria,tudo se copia" e os americanos do norte,sabe-se lá por quais motivos,resolveram que já era tempo de imitar as Américas Central e do Sul,empatia ? é possivel,inveja ? exploremos;mas por que invejar governos tiranos ? seria o efeito Hollywood,afinal,Hollywood nos ensinou que tiranos não refletem no espelho,tudo bem,quem não reflete é o Drácula,mas convenhamos,se o Drácula não reflete no espelho pois sua eternidade não pode ser capturada pelo tempo,tiranos não refletem pois sua tirania é apagada com o tempo,ou ao menos assimilada,embassada.Tiranos não refletem no espelho e nem na mídia,ele paga a mídia para ela se tornar,digamos,opaca,condescendente seria a palavra certa se não houvesse compactuação.As possibilidades estão expostas.Enfim os Americanos do Norte desejaram sentir na pele o que é ser governado por um ridículo tirano,depois de sujeitar milhões de pessoas a esse veneno,resolveram provar dele,assim,a eleição de Trump não é nada menos que uma prova da nobreza Americana,uma empatia coletiva,um gesto autruísta,uma forma de dizer ao resto do mundo,Yes,we can also be ruled by tyrant ridiculous (Sim,nós também podemos ser governados por ridículos tiranos),ou ainda,Look! Being ruled by tyrant ridiculous is not so bad (Vejam ! Ser governados por ridículos tiranos não é tão ruim assim).Entre o autruísmo e o pecado da inveja,pode ser inveja,afinal,fora os Bushs qual a experiência que os Americanos têm com ridículos tiranos,praticamente nenhuma,ridículos tiranos na acepção da palavra,que governa aliado a bandidos,conhecidos como asseclas,que toma o poder através de golpe,que decide o que é melhor para seu povo sem o consultar pois sabe que será rejeitado,que vende as riquezas naturais do país que julga ser seu e dos seus asseclas e de mais  ninguém,que aceita a servidão do seu povo em troca de dinheiro fácil,que paga fortunas aos meios de comunicação para não esclarecerem a verdade às massas,ao contrário,paga para que os meios de massa incentivem e fomentem o ódio ao ponto das pessoas faltarem com respeito a elas próprias,a toda a sociedade,a todas as famílias nacionais e internacionais num evento público,(Qualquer semelhança com algum tirano ou algum meio de comunicação de massa conhecido,considere que,ou eles estão no caminho do texto,ou o texto está no caminho deles)que considera a constituição do seu país não adaptada à realidade e por isso a usa do jeito que acha melhor ou lhe convém,evitando uma campanha séria e esclarecedora junto a sociedade para que a constituição seja mudada por quem de direito,parlamentares eleitos para isso,não,os Americanos do Norte definitivamente não têm experiência com ridículos tiranos,até porque,é mais fácil fazer outros povos aceitarem ser governados por ridículos tiranos do que ser governado por um ridículo tirano,e isso os Americanos do Norte vão entender,ah vão,sem dúvida irão entender em breve que ridículo tirano bom é no país dos outros.Finalmente chegamos a uma incógnita,os Americanos do Norte elegeram Trump por empatia ou por inveja ? eleger Trump foi um gesto nobre ou bufão ?.Para o bem da humanidade ainda não surgiu um tirano que acabasse com a História,eles normalmente mancham ela,mas a História nos dirá a curto,médio e longo prazo,colorido,digital e digitalizado em breve,se os Americanos continuam apenas destilando seu veneno político ou se agora estão provando desse intragável veneno,de qualquer forma fica o recado aos que moram fora dos EUA e acreditam que não têm ou não devem ter nada a ver com a eleição de Trump,e que esse será apenas um ridículo tirano a mais,saibam que tiranos,ridículos ou não,exploram seus súditos até o último suspiro,e se no seu país não tem democracia por qualquer motivo,seja por conta de um golpe militar,parlamentar ou judiciário midiático,você está sendo governado por um ridículo tirano,e sabe como é né,ridículo tirano com ridículo tirano se entende,e você,que não acredita que vai pagar dobrado toda essa tirania,tendo ou não,coloque suas barbas de molho,só por precaução.bye.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Sobre o Discurso do Medo

    Barack Obama deixa o governo dos Estados Unidos e,entre outras coisas,fala sobre o comportamento das pessoas em redes sociais,fala sobre como as pessoas criam círculos de amizades onde só aceitam pessoas que tenham o mesmo discurso,as mesmas aspirações,o mesmo pensamento e não aceitam,ou acabam por excluir,o discurso que não lhes convêm.Esse comportamento,visto por Obama e por alguns pensadores modernos,como a criação,pelas pessoas,de círculos de intolerância,precisa ser bem entendido em seus vários aspectos.Primeiro,sim,existem pessoas que procuram se isolar em grupos que só aceitam pessoas com as mesmas opiniões,ou com opiniões simpatizantes,e isso realmente é preocupante,mas existem,como já disse,outros aspectos que precisamos analizar,e valorizar determinadas atitudes,esquecidas dos que apoiam esse discurso,o discurso de que as pessoas estão se isolando,de que estão perdendo a capacidade de ouvir a opinião alheia se ela for contrária a sua,de que as pessoas têm medo de se relacionar com o outro se este tiver uma opinião divergente da sua.Segundo,as redes sociais são espaços democráticos,tão democráticos que são estranhos a alguns,não são todas as pessoas que habitam espaços democráticos dentro e fora das redes sociais,dentro e fora do seu pensamento,isto é,não são todas as pessoas que possuem um pensamento democrático amadurecido.Terceiro,as atitudes esquecidas por quem faz esse tipo de discurso,e merecem ser valorizadas,são as atitudes humanas e éticas por parte dos usuários das redes sociais,que não admitem em seus grupos,pessoas com comportamentos racistas,fascistas,violentos,e quando falo de violência,não me refiro só a violência física,essa,facilmente identificável e excluída,falo da ética nos grupos de não aceitarem bullying,violência contra os sentimentos dos seres humanos e dos animais,idosos,crianças,de não aceitarem homofobia ou misóginia.Por último,mas não menos importante,eis as questões e os por quês de alguns grupos se isolarem,e os elogios esquecidos,as atitudes não valorizadas.Primeira questão:O quê dizer a um fascista se não excluí-lo ? Dissuadí-lo ? talvêz se possa dissuadir um fascista,não é fácil,o fascista convícto ganha dinheiro com sua "causa",ou o poeta Cazuza estava errado quando disse: "Transformam um país inteiro num puteiro,pois assim se ganha mais dinheiro".Agora,uma questão não tão simples,e a essa,peço encarecidamente ajuda aos mestres,o que dizer a um fascista que se quer sabe que é fascista ? "creia ilustre companheiro" não há vã filosofia suficiente para respondê-la,ao primeiro, pode-se de alguma forma lhe inviabilizar finaceira ou políticamente,mas quanto ao segundo ? dizia com propriedade um professor que conheci,o que a ciência e a religião não explicam,a filosofia explica,pois bem,eis a questão,confesso que foge a minha compeensão,talvez pela resposta ser óbvia,talvez seja um caso clássico onde a pergunta é mais importante que a resposta.Em resumo,um fascista não gosta de democracia,e um que é fascista sem saber,não sabe nem o que é gostar.Podemos estender essa primeira questão,que na verdade são duas,ao racismo,se você responde a um racista na sua rede social,você de alguma forma compartilha seu pensamento,o ajuda a divulgar,isso acontece com a volência,o bullying,o ódio,daí não podermos criticar alguns grupos que se isolam nas redes sociais,sem observar antes os aspectos desse isolamento,generalizar,é deixar de valorizar os que não compartilham com o ódio.